Páginas

quarta-feira, 17 de março de 2010

Eu, leitora e empresária circense

O ato cincense recente aconteceu no MSN - a gente se fala por lá porque não nos vemos nos dias de semana. Numa despedida...

Empresária Circense: Beijos! =***********
[Aprendiz de Palhaço fica offline]
[AP volta após uns 10 minutos]
EC: Nem mandou beijo pra mim...
AP: Agora eu posso mandar =**********
EC: Agora não dá tempo de mandar beijo também?
AP: Eu estava estudando.


******

Outra do mesmo artista circense:

Alguns atos circenses decorrentes ao longo dos quatro anos de palhaçada é a pão-durice descarada do indivíduo, que sempre esteve na mesma situação financeira que eu. Desde o início dividimos TUDO: da conta do barzinho até o drive-in e pedágio quando viajamos pra uma cidade vizinha, a passeio. O problema é quando acontece uma fala acompanhada de atos que mais parecem palhaçadas.

- Quando deu a conta?
- R$10,50.

Dou vinte reais, esperando que ele devolva 10 reais e desconsidere, ao menos, os 50 centavos.

- Tá aqui, os seus R$ 9,50.

Ruim? Pior foi numa outra vez, que ele me convidou para ir à outra cidade, porque ele precisava resolver uns problemas por lá. Fui e passeamos no shopping depois. Na saída de lá, ele falou como se tivesse fazendo grande coisa:

- Agora eu pago o estacionamento e você paga o pedágio de volta. Assim, a minha parte do pedágio já desconto pagando a sua do estacionamento. Pode ser?

Tirando o fato de que a metade do valor do pedágio é R$ 2,70 e a metade do preço do estacionamento é R$1,50 - portanto, ele ia ainda pagar menos -, retruquei:

- Como assim? Se eu não tivesse vindo fazer companhia pra você, você teria que pagar sozinho.
- Eu estou desempregado. :(

Detalhe: eu também estava. É tudo uma grande palhaçada, mesmo!


Leitora e empresária circense anônima, que assina a carteira de trabalho de um mesmo palhaço há quatro anos...

57 comentários:

Natasha disse...

Eu sinceramente nao sei que o q a nossa amiga está fazendo com esse palhaço ainda! Deve ser muuuito amor!

Roberta disse...

O mundo é estranho, Natasha.

Ana disse...

Nao na... homem pão duro e o fimmmm

Priscila disse...

Acho que ao invés de nossa Empresária Circense ficar reclamando há quatro anos desse palhaço, deveria dar um pé na bunda dele e abrir uma nova vaga nesse circo.

Ele nunca vai mudar e então ou ela aceita ou dá o fora.

Natallí disse...

A 4 anos?! Tô rosa chiclete...
Amiga... Tá fazendo o que ainda com esse palhacinho?!
Fala sério...
Dividir a conta do barzinho, até o motel... ainda vai... Mas... o estacionamento, pedágio... Para tudooo!!!

Anônimo disse...

Na moral, esse cara deve ter uma pica de ouro! Uma não! Duas picas de ouro com 30 cm cada! Pq pra aturar isso... só tendo q ser mt bem recompensada sexualmente!
Alô amiga! Vamos recuperar a dignidade perdida e dar um pé na bunda do palhaço? "Zurice" tem limite e gentileza nunca é de mais!
A.

Noy Medeiros disse...

é mesmo realmente estranho, só pode see MUITO AMOOOR !!!

Rossana disse...

Bah amiga! Da um pe na bunda desse palhaco pangare!!!

Dona do Cirque du Soleil disse...

Gente, nem posso condenar a empresária circense, eu assinei a carteira de um palhaço q no nosso PRIMEIRO encontro me convidou para almoçar e chegando ao restaurante soltou a pérola: Mas vc tem dinheiro, né?
Nem eu sei explicar pq assinei a carteira, qd deveria ter respondido "Tenho, sim. Dinheiro para pegar um táxi pra minha casa, tchau". A verdade é q há épocas da vida em q a gente simplesmente se contenta com pouco. Bem, pelo menos, essa minha fase já passou. Mais sorte e auto-estima para todas as empresárias circenses!

Vinicius disse...

Me fiz a mesma pergunta que a Natasha ao ler o texto. Mulher adora reclamar, mas não vive sem. Se diz que atura esse tipo de atitude há quatro anos, deve gostar muito mesmo.

Vinicius disse...

Só complementando, pra não parecer machista, falei de mulher, pois me referia ao texto, mas tem muito homem q faz a mesma coisa. Se não agrada, dê um tchau e parta pra outra.

Carmen disse...

Foda...

Letícia disse...

De palhaço com condições ainda pode-se aturar palhaçada... Dê palhaço pobre?? Manda pastar!!!
Daqui a pouco ela tá sustentando o vagabundo!!

Marco disse...

Pensei a mesma coisa Natasha... Reclama, reclama, mas não larga "o osso"...

Barbie disse...

Ahhhhhhhhh eu tb sofro deste mal!
Levo o palhaço advogado pra jantar, tomar café, mas quem paga sou eu!
Faz cara de paisagem.... e pronto.

Ainda dispara um: Vc que queria sair, comer fora. Eu TE levo no lugar, venho até aqui!

Constrangedor!!!

Lady Metal disse...

Nossa, vergonha na cara, a gente se vê por aqui.

Zorro disse...

Como assim, ASSINA HÁ QUATRO ANOS?? Reclama e ainda assina??? Assina e ainda fica reclamando??? Nós poemos ser palhaços, mas vcs só querem ser vítimas...

Indy disse...

Nussa que merda!

Idoca disse...

Considerações:
1) Amor é outra coisa.
2) O p*u dele deve ter ramificações que lhe proporcionam prazeres imensuráveis e, de p*ca vcs sabem, onde bate fica.
3) É o que serve pra ela. Tão palhaça quanto.

Chega.

Damine disse...

Hein?

Repete de novo (sic) pq estou custando a acreditar.

Affff

Taís Morais disse...

Caraca!!!!!!!!!!!
Bota pra correr!

Ana disse...

E por ESTES e OUTROS que permaneço solteira...

mas uma vez logo qdo começei a namorar um "mané" apso um romantico cruzeiro, saimos pra jantar aqui em SP num restaurante BASICo...

ele sugeriru q eu duvidisse a conta (1° encontro - JAMAISSS) eu paguei o total e disse pra ele q prefiro pagar q dividir!

JURO ficamos junto 2 anos e ate hoje como amigos nao pago NADA, de café a pastel de feira..

Clara q expliquei que depois de um jantar romantico pedir pra dividir a conta.. é a coisa mais brochante do mundo ainda mais na primeira vez... to saindo com um homem e nao com um moleque que recebe mesada do pai!

A.

Anônimo disse...

Cara dona de circo, ficamos felizes por fazer deste espaço um divã para você. Isso significa que esperamos, no mínimo, alguma *séria* reflexão sua sobre esse relacionamento.

Talvez valha a pena ter uma boa conversa com o palhaço. Talvez a saída mais produtiva seja um papo franco com você mesma, sabe como? Mas, pelamor, tome uma atitude - que pode ser inclusive parar de reclamar e ser feliz assim!

Do jeito que a coisa está, você é co-palhaça.

Boa sorte! Volte aqui pra contar as boas novas! (pode, né, Roberta?)

Beijo,
Letícia R.

Fafá disse...

só robertinha passa pelo blog?

Anônimo disse...

Olá pessoal!

Sou a autora desde grande ato circense. Não quero me identificar por motivos óbvios - sei que eu deveria me abrir com ele, mas quando eu dizer, tem que ser diretamente pra ele.

Ele tem muitas coisas boas, é uma pessoa muito boa, carinhosa e não trai. Pelo menos até o momento.

O que me faz broxar realmente é ele ser pão duro. E também não é nada romântico, mas se esforça um pouquiiiinho até.

Não venho defender ele, mas a minha dignidade! Hahaha!

Mandei esse texto pra divertirem vocês, e tudo é verdade, fato. Mas também foi pra me desabafar.

O amo muito! E quanto à "pica dele", bom, isso não viria ao caso - mas respondendo, não é motivo pra eu ficar com ele, definitivamente. Entendam o que quiser... :)

Eu tenho medo de largá-lo e sofrer, porque acho que homem que presta ta faltandoer muito! Acho que prefiro um pão duro do que um traidor. E até hoje só vi homens que traem. Isso, nele, nunca peguei nada - e olha que procurei.

Ele diz que me ama muito também e que pretende casar comigo em poucos anos - ainda estamos construindo nossas carreiras. Mas é como eu disse pra ele: "espero que, se casarmos, a gente não perca tanto tempo discutindo contas". Ele disse que a conta será a mesma e que não teremos problemas com dinheiro. Até porque ele ganha, hoje, mais que eu.

O que fica é o medo se o que ele diz realmente acontecerá após casados.

Só sei que, de fato, estou cansada de passar tanto tempo dividindo tudo até os centavos. Mas também estou cansadas de tantos homens palhaços nesse mundo.

Abçs! Continuem comentando.

maria helena disse...

demissão por justa causa neste palhaço já!!!!!
homem pão duro e mesquinho prá ficar contando tostões, era só o que faltava....
já passei por uma dessas, num instantinho mandei o "tio patinhas" pastar!!!!

Fernanda disse...

Bom... Acho que depois de 4 anos nessa, esse palhaço merece demissão POR JUSTA CAUSA. Esse episódio do estacionamento/pedágio, ficou evidente que ele te chamou apenas pra dividir despesa, já que a viagem era de assunto dele.
Não digo que os palhaços devem pagar tudo (se bem que se for um mais abastado, até pode), mas mulher GOSTA SIM de ser bem tratada e presenteada.

Paulo Tarso disse...

Vejo muito homem falar mal do blog! mas a verdade é que esse blog é hilário!!! hahahah. Muito bom! Estao de parabens!

Mas no caso dessa EC, a culpada é toda ela de ficar com um mané desse!!

Pity disse...

Fala sério!!!! Como pode a amiga empresária aceitar um palhaço desses no seu circo?? Nem por amor e nem por pica de ouro!! Dividir as contas é uma coisa, isso aí é falta de vergonha na cara do mocinho!!!

Amiguinha!!! Acorda... Se ame!
Se tu não se posicionar filha, não terá nem direito à reclamações!!

beijos!

Pablon disse...

É, não demite porque tá difícil encontrar palhaços qualificados no mercado. Não é verdade?

Pobre mulher...

Malu disse...

Por isso que eu bebo...

Anônimo disse...

Pablon, é verdade... ruim com ele, pior sem ele ultimamente...



A autora do texto.

Ana disse...

Flor... ate me comovi com a segunda dclaração... o fato é um só relacionamento é uma balança, se esta bom pra vc, continua... comigo ia ser complicado pq eu ia esbravejar num dia de TPM... sair andando... mesmo q no minuto seguinte estivesse arrependida...

PS.: meu irão e minha fmailia toda sao de PÃO DUROS declarados... do tipo andar de carro velho pq não vale a pena... e as namoradas não dividem conta

Florrr Boa Sorteeeee...

Anônimo disse...

Peraí... Quando a empresaria circense - ou co-palhaça como alguns já disseram, hehehehe... afirma que:
"E quanto à 'pica dele', bom, isso não viria ao caso - mas respondendo, não é motivo pra eu ficar com ele, definitivamente. Entendam o que quiser... :)"
Foi mal, mas eu entendo que além de pão-duro, tem o pau pequeno! Kkkkkkkk...
Mas enfim, achei os argumentos da empresária meio mais ou menos... Se todo mundo se contentasse com o "pelo menos ele faz isso... pelo menos ela faz isso...", todo mundo teria uma vidinha mais ou menos... E se ela tem a ilusão de que depois que casar vai ser diferente... Ah, tadinha...
Abraçossssssss

Carol Belém disse...

ai jesus...só falta agora ele começar a pedir dinheiro emprestado...

Anônimo disse...

resumindo : Otária!

Júnior Pirocão disse...

Por causa de babacas como esse Pablon que existem blogs como esse!

Ana disse...

é só palhaçada mesmo..... rsrsrsrs...

LU disse...

Pagar para transar??? Aff, é o fim, amiga...Larga, afinal o "Playground" É SEU!!!! E onde já se viu a dona do brinquedo pagar para o OUTRO SE DIVERTIR???????

aninha disse...

como é que é? ela faz isso na esperança de casar com ele? na boa? auto-estima abaixo do cu do cachorro.

Idoca disse...

Considerações, parte dois:

1)Não, não falta pau nesse mundo. Há um estudo que comprova: todo pão-duro não é pau duro.
2)Ele te trai, sim.

Paulo disse...

Ah para né! sempre pago o motel! mas o comentário dessa LU foi ridiculo! colocar em caixa alta pro outro se divertir... ou é frigida ou nunca foi bem comida... pq que eu saiba os dois se divertem bastante!!!

Pablon disse...

Júnior, eu acredito que por culpa de boiolas afeminados como você que as mulheres estão perdendo a linha e a dignidade.


Rapaz, veja se ainda dá tempo e tente virar homem.

Priscila disse...

Querida,
Não vejo problema em dividir a conta com um amigo ou amante. Pode ser motel, primeiro encontro, tanto faz. Se o cara estiver passando por um momento ruim, mais ainda.
Mas por suas declarações, dá pra ver que você se sente desprestigiada quando ele faz questão de dividir tudo. O problema está aí. Independente de ser homem ou mulher, todos nós, pessoas educadas, fazemos pequenas gentilezas a quem amamos. E parece que ele não faz isso com você.
Então pense se você merece isso. Nem te conheço, mas acredito que você vai achar coisa melhor.

Flávio disse...

Cada um sabe o que lhe é caro ou não. cada um sabe onde o calo aperta. Pelo que a dona do circo esclareceu nesses comentários o custo/benefício lhe é favorável. Então, paciência...
Mas que deve ser duro aturar um sovina, miserável desse, ah isso deve...

Lou disse...

Sinceramente, essa merece a palhaçada. Aguenta isso há quatro anos? Me poupe, eu já tinha dado um pé na bunda desse otário faz tempo.
Isso pra mim é desespero...

Te disse...

Duvido que o cara mude. É capaz dele casar com separação total de bens, de na festa de casamento cortar o bolo com fita métrica e levar pra casa o que sobrar e se vocês se separarem dividir até o faqueiro. Mas se quer ficar com um cara desses diante da escassez de boas opções, escolha sua.

Anônimo disse...

então, tá reclamando de quê, fia????

Periodista disse...

Independente do custo-benefício dessa relação, acho que carinho, consideração e amor-próprio têm que estar na mesma relação. Do contrário, é abuso mesmo.
A mocinha circense vive a dualidade "traidor atencioso" x "pão-duro fiel". Lêdo engano, filhinha. Existem outras opções e, acredite, a maioria delas você ajuda a criar, mostrando onde estão os limites. Tipo: "não me venha com isso, senão tá demitido!".
Conselho para o tal "Junior Pirocão" (deve ser adolescente): faça seus comentários com classe, sem ofender ninguém e mostre o quanto você é inteligente e capaz de manter o bom nível do blog. A casa circense agradece!

Anônimo disse...

Mulher quebrada com Homem lascado.... não dá. Se fui pobre eunão lembro...dudu-df

Fabiana disse...

Gente!!! Falando sério... Isso existe mesmo é???
Eu não consigo acreditar!

Luciana disse...

Povo, tem uma coisa importante aqui pra ser falada. Na minha experiência com palhaços, toda vez que pegava um pão-duro pela frente, acabava descobrindo que o palhaço era avarento de sentimentos também. Acho que, de alguma maneira, as coisas estão ligadas. E pra aturar um cara que não te dá nada em troca do que você tem a oferecer, só se você é uma adolescente em aprendizado de função de picadeiro ou uma mulher com auto-estima nenhuma...

Pedro disse...

É com grande perplexidade que leio alguns comentários de leitoras que ainda acham que devemos pagar toda ou a maior parte dos gastos realizados a dois. Convenha-mos, vcs lutaram tanto por igualdade de direitos e querem tratamento diverso nas obrigações!? É no minímo contrasenso para não dizer uma safadeza sem preceentes. Ao solitarem tal privilégio vcs se igualam a uma prostituta, e o pior, uma prostituta que quer exclusividade do seu cliente. Brigaram tanto por direitos, agora suportem o ônus das suas conquistas. Vcs devem dividir sim, inclusive a conta do motel, do contrário não passariam de garotas de programa, inclusive mal remuneradas, por valerem apenas o preço de um motel. E não se enganem, todo homem, até os mais abastardos, se sentem explorados quando tem pagar a parte das suas contas. Deêm o seu valor!!!

Priscila disse...

E por falar em pagar a conta, olha o que esse palhaço fez: me convidou para almoçar. A conta deu 99,78. Eu, muito simpática, falei "vamos dividir". O artista circense concordou na mesma hora. O garçom veio e perguntou quanto que era para passar no meu cartão. Não é que o palhaço ficou fazendo a conta de cabeça para ver quanto dava exatamente para cada um? Bom, até ele terminar de fazer a conta, o garçom já tinha passado uns 49 no meu cartão. Será que o palhaço queria mostarr a habilidade dele com números? Que bom que ele é bom com alguma coisa......rrsrsrsrsrsrs:..:

Cindy disse...

Estah clara a tua insatisfacao neste relacionamento e se conformar com isso porque ele parece ser fiel, eh como se conformar com migalhas, mas mesmo assim come-las aos prantos...

Agora o comentario do nosso amigo Pedro, ao meu ver foi um tanto infeliz, primeiro porque hoje muitos homens deixam de cumprir o seu papel na sociedade, como marido e pai de familia, alegando igualdade de direitos para tudo. Virou motivo de desculpa pra ser omisso, esse argumento nao soh eh usado para questoes financeiras, mas para tudo hoje em dia! A leitora em momento algum se disse contra em dividir a conta, o que revolta eh que o palhaco do namorado dela faz questao de merreca! Vamos ler o texto e aprender a interpreta-lo.

Eu nao me importo em pagar o motel quando o meu namorado nao tem dinheiro, mesmo porque eu ganho bem mais que ele. Mas ele faz questao de pagar muita coisa e quanto mais ele se dispoe, mais eu o respeito como o meu homem e quero faze-lo feliz.

Eh uma troca, o carinho e a atencao, gera a vontade de retrubuir do mesmo jeito, de forma semelhante ou alem. Existem pessoas que sabem reconhecer o valor de outras pessoas e querem demonstrar isso e existem pessoas que reconhecem quando estao sendo valorizadas e correspondem a isso.

Eh bem verdade que no nosso vasto meio social, existem uma grande quantidade de pessoas feridas, traidas, que traem, enfim, doentes emocionalmente. Mas cabe a nos avaliarmos se a pessoa que temos ao nosso lado tem o seu valor e obviamente, fazermos tbm uma auto-avaliacao, porque definitivamente, o valor deve existir em ambas a partes, senao, eh melhor cada um pro seu lado.

O ser humano tem uma forca incrivel dentro de si que muitos nao nem ideia, nao eh uma questao de ser auto-suficiente, mas de aprender a se adaptar aquele determinado momento, e tirar uma licao positiva disto. De repente para a nossa amiga, seja o fim ficar sozinha, mas talvez seja exatamente isto que ela precise agora.

Passei por algo semelhante, vivi num relacionamento unilateral e comendo migalhas durante 12 anos. Tinha medo de ficar sozinha, mas vi que estava soh mesmo com ele ao meu lado. Finalmente encontrei forcas para deixa-lo, fiquei um ano sozinha, nao queria partir para um outro relacionamento porque achava importante viver aquele momento e me entender. As vezes passamos de um relacionamento para o outro e deixamos muita coisa mal resolvida dentro de nos, transferindo dores e traumas para o relacionamento seguinte. Apesar de ferida nao levantei a bandeira do odio e do rancor aos homens porque se eu sou do bem, existem homens por aih que tbm sao. Nao podemos generalizar.

Ateh que chegou um momento em que eu estava me conformando em ficar soh de vez, porque realmente tem muito homem palhaco e moleque por aih =/ Foi aih que o R***** apareceu e hoje estou tao bem quanto quando estava soh.

Que licoes eu tirei disso: A solidao me fez descobrir que eu nao morro porque estou sozinha. Enquanto houver fe, amigos e familia, acredite vc nao estah soh. Sao carencias diferentes eu sei, mas com toda certeza, eu saih bem mais madura e forte disso tudo.

A solidao nao precisa ser pra sempre, mas as vezes ela eh necessaria pra que possamos descobrir coisas a nosso respeito que jamais saberiamos se nao fosse por ela.

Boa sorte na tua jornada, espero que tenha ajudado de alguma forma =]

C x

Anônimo disse...

Nos tempos da minha avó(até da minha mãe), um palhacinho que apresentasse um número desses seria demitido na hora. Tá bom, tá bom...os tempos são outros. Nós, mulheres, somos independentes, safas, boas samaritanas...e os homens perderam o respeito pelo o que já tínhamos de bom e pelo o que agregamos à nossa conduta nos últimos anos. Entendo a moça...o menino deve ser gente boa. Não estamos aqui para julgar o afeto de ninguém por outrem. Mas dou um conselho, amiga: homem pão-duro é o Ó. Casamento, nesse caso, só fazendo muitas concessões e trabalhando horrores, em jornada tripla.
Eu sou antiga: quando saio pela primeira vez com um homem, nem me coço. E eles gostam que seja assim! Ainda mais se ELE convida, é quase uma obrigação que pague a conta inteira!!! Até porque o que gastamos para nos arrumarmos para esses pândegos é, na maioria das vezes, um valor muito mais alto do que a conta de um jantarzinho, né? rsrsrsr.
Graças ao bom Deus que meu namorado me banca...e eu, com o maior prazer, dou muitos presentinhos pra ele - sem duplo-sentido, please. Passo na rua e compro lembrancinhas, coisas para deixar a casa dele mais bonita e por aí vai...mas homem-macho TEM que pagar a conta. Period! :)

A.E.

Autora do texto disse...

Cindy, suas palavras foram muito sábias! Que bom que tem gente que entendeu o que eu quis dizer no texto. Ainda estou com o palhacinho, ele tem várias coisas admiráveis. Realmente não julgo, até o momento, esse motivo de pão-durice como algo fulminante. Ainda suporto porque estou esperando ele se formar e trabalhar para, então, ver se ele se torna 'homem' neste sentido. Aliás, nem é questão de ser homem, é questão de gentileza e atenção, né? Como você citou no seu texto, "ser valorizada".

Vou tentar por mais um tempo e ver no que dá. Por enquanto, os sentimentos não deixam eu tomar atitude drástica.

Beijão!

-----------

Anônima (última):

Concordo plenamente com o que vc disse: gastamos muito mais q ele para ficarmos bonitas! Do jeito que eles gostam. E, na maioria das vezes, esse valor sai mais caro que a nossa parte na conta do jantar! Mas não concordo em ele me bancar em tudo. O que eu não concordo é eles cobrarem EXATAMENTE a metade, até os centavos. E nem UMA vez ceder em uma conta e pagar tudo. Agora, se ele não pagar tudo, mas quebrar mais o valor a meu favor e pagar algo de vez em quando, já seria perfeito. Outra coisa: me presentear mais! Só ganho presentinho no aniversáro e natal, e ainda o ultimo natal recebi algo bem ruinzinho, obviamente baratézimo. Enfim...