Páginas

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Bolivianas

Não é porque a Dona do Circo está em férias que o picadeiro fica parado. Sabe como é, minha caravana circense segue pelo mundo recolhendo novos talentos e mostrando que homem é tudo palhaço, em qualquer lugar.

Minha companheira de viagem, Fernanda, comentou como é bom e ruim ser brasielira no estrangeiro. Todos são simpáticos com brasileiros, todos adoram o Brasil. O negócio é que se você é mulher todos os homens acham que vão te comer, o que raramente é verdade, afinal, os homens interessantes são educados e, se pensam que brasileiras são vagabundas, não dizem isso na sua cara. Já os boitatás (espécie de palhaço sem noção nenhuma) ao ouvir que somos brasileñas, e em seguida que somos do Rio de Janeiro, imediatamente dizem "Ôôô, cariôôcas, calieeeeentes, alegres, bailam samba" e já vão botando a mão na gente. Odeio contato físico com desconhecidos, especialmente com desconhecidos feios.

Como todos sabem (ou deveriam), estou de férias no deserto do Atacama. Semana passada fui conhecer o Salar de Uyuni, na Bolívia. Além de mim e Fernanda, nosso grupo era formado por dois holandeses, um francês e o guia boliviano, Cecílio. A viagem foi maravilhosa, mas isso é assunto para o OMEE, aqui vamos nos contar as peripécias de Cecílio.

Logo no primeiro dia, um frio do capeta, a gente lá trincada naquela ventania abaixo de zero, quando saímos do carro na primeira parada Cecílio perguntou se estávamos tristes. Fernanda respondeu que távamos adorando, mas sentindo muito frio. Rapidamente o palhaço mandou que as brasileiras que ele costuma conhecer são mais alegres, animadas, calientes, mas que nós éramos quietas. Me limitei a um sorriso amarelo que para bom entendedor significava "cala a boca e não enche o saco" e Fernanda repetiu que távamos felizes, mas com frio. Não contente, o bruto disparou "é que elas estão sozinhas, por isso estão tristes. Mulheres sem um companheiro ficam tristes. Se estivessem acompanhadas estariam felizes". Os palhacinhos companheiros de viagem pelo menos eram educados e são responderam, saíram de fininho. Fernanda e eu olhamos com cara de "vai tomar no teu cu" e saímos também, deixando o palhaço todo sorridente com o número de abertura. 

Se tem uma coisa que me deixa puta e me ofende é gente que acha que mulher solteira não é feliz, que tá em busca de marido. Pois é, voces já imaginam como fiquei feliz e como achei nosso guia um cara legal. Com certeza, podem imaginar ainda como passei a ser simpática.

25 comentários:

Dayane Pereira disse...

Odeio esse tipo de homem. Como se nao fossemos autosuficietes, so fossemos felizes acompanhadas. Esquecem que muitas casadas sao infelizes
¬¬

thomas disse...

Bobo ele, bastaria ter dito "homens dão bons casacos", o que convenhamos é verdade, a mulherada adora um abrigo masculino.

Bebel Vazquez disse...

Hahahah!!! Que merda heim!!!
Bjus, aproveite a viagem!!
bebel

Bianca Ladyhawke disse...

Hummm, o salar é lindo mesmo, mas a luz é muito forte e o frio tb... Morei na Bolivia bastante tempo e eles costumavam ser muito educados cmg, mesmo eu sendo brasileira. Nunca ninguém se passou nem nada, mas na Colômbia foi outra história que merecia fazer parte do picadeiro desse circo, hehehe Beijos

Rhayssa disse...

Guia bundão de merda!

Se eu fosse vcs cavaria um buraco bem fundo e jogaria ele pra congelar dentro... sairia de lá com a Fernanda e iria tomar um chocolate quente... pq existem mto mais coisas q esquetam além de um palhaço na cama!

E VIVA o chocolate quente!

Anônimo disse...

Sabe que tenho a mesma 'certificação' quando viajo para o exterior...a última foi na ilha de San Andrés esperando o barco para ir a outra ilha. Um palhaço de um guia palhaço sentou do meu lado e me falou: você não precisa de guarda costas? Claro que respondi NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Galto disse...

Bom, ele tá tentando da forma que conhece...
Manda ele ir comer uma lhama, que esteja solteira!!!
E os outros colegas de viagem?? Nenhum que morra??

Beijos e parabéns pelo tour!

Dani disse...

Mulher solteira é muito mais feliz com a cia de amigas, que com cia de alguns palhaços que acham que as suas gracinhas são algo impressionante..
Impressionante mesmo é como existem tantos palhaços!

Renata disse...

ahaahahhaha!
Adoreeei!
Acabei de passar por isso também, pois fui para o México com uma amiga e era só dizer que éramos do Brasil que vinha essa palhaçada de samba-caipirinha-Ronaldo-Pelé....
Mas nenhum palhaço chegou a dizer que estávamos tristes por falta de companheiro - ahhh, senão o bicho ia pegar!

bjs

MiH disse...

Não importa onde a gente vá .. homem é tudo palhaço.

Adriana disse...

kkkkkkkkkkkkk

Palhaços sem fronteiras rs

Luana disse...

Pelo amor de Deus heim!

Não tem oq falar fica quieto! Ê mania idiota de abrir a boca!

Polyana disse...

é mesmo impressionante a "alegria" dos estrangeiros em conhecer as cariocas... podem ter certeza, as de cá são "piores", mas são sonsas...

sussesso com o livro!

Cintia Alves disse...

Adoro o blog de vocês!
Virei seguidora fiel.
As pessoas (e não apenas os homens, infelizmente), têm essa mania de achar que só estamos completas com um macho por perto.
Que ingênuos! Desconhecem o poder de uma mulher solitária...
Beijos

Anônimo disse...

Quem quiser que ache over reaction, mas eu mandaria uma carta de reclamação para a agência-picadeiro de turismo que contratou o guia-palhaço. Se em pleno passeio eu já soubesse não ser possível, mandaria: 1)... "e os bolivianos que eu conheço são bem mais educados"; se não funcionasse: 2) não faria cara de vai tomar no cu: mandaria tomar no cu, com TODAS AS LETRAS, alto e bom som.
Vamos situar os palhaços, minha gente!!

.Larissa; disse...

HAHAHAHAHAHA, a delicadeza da Roberta é o máximo. AMEI. Cecílio é um palhaço mesmo.

Mulher fenomenal disse...

Exato! Concordo! Porque as mulheres solteiras não podem ser felizes??
Tudo bem que palhaços fazem a platéia sorrir, mas até pra isso eles tem que ter competência! Bjus

Camilla disse...

estórias chatas e longas de donas do circo, poooooode. Quem pode, pode. Crachazada nos leitores.

Vira-Latas disse...

Robs,

Antes ele devia achar... depois do mau humor de vcs ele passou a ter certeza. Quá.

Carlão disse...

Ué, vc já voltou de viagem?

Carlão disse...

Ah...tá... Eu já ia reclamar que vc viaja e deixa os leitores na mão.
Valeu por postar!
Sobre o post. Brasileiras são peguetes mesmo. Não adianta protestarem!

Fernanda disse...

Pior q do isso só o guia q conheci em Gramado no Natal..sou do nordeste..daí ele virou pro grupo e disse: ah..então vcs vieram matar a fome né? pq no nordeste só tem seca e vcs correm pra cá pra comer e bla bla bla..minha mae mandou literalmente ele se foder..um cara levantou e quase bate nele..o q ele é? palhaço e além de td preconceituoso..aff
detalhe: ele era A CARA do seu Madruga!
bjoss

Lana disse...

Morei em Portugal e a palhaçada é sem fronteiras. Os palhaços "tugas" mais do que ninguém acham que toda brasileira vai para lá apenas para casar com um deles e ter visto permanente... E que rufem os tambores, a palhaçada vai começar...

Mª Cláudia Senna disse...

Chorei de rir aqui do "boitatás"! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... porque conheço uma porção deles!

Anônimo disse...

Bando de muié histéricas, mal amadas, recalcadas...Todas bagaceiras que vão se acabar largadas falando mal do mundo!Esculacham mas não vivem sem homem!
Mauro