Páginas

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Promoção "É ótimo ser solteira!" - história 2

Mais uma empresária circense se animou e mandou para o blog uma pallhaça de Dia dos Namorados. Antes de mais nada, deixo claro que não entendo essa incapacidade masculina de dar presentes. Uma mínima atenção e... voilá! Você compra um presente legal. Na dúvida, ligue para a melhor amiga, a sogra, a irmã. Mas, pelo amor de Deus, meninos, façam um mínimo esforço para agradar!

Era nosso segundo dia dos namorados juntos. O primeiro tinha sido o mais perfeito da minha vida. A dica sobre como seria o segundo estava aí, mas a gente nunca vê, né? A dica número dois foi quando ele disse que passaríamos um SÁBADO de DIA DOS NAMORADOS, num sítio com amigos dele e dormiríamos TODOS JUNTOS numa sala ou acampados num jardim, a 8ºC na graminha molhada. Olha, hoje não lembro porque fui, esqueci o que o amor faz com a gente... Mas ok: preparei o lindo presente com a camisa do Flamengo (eu odeio o Flamengo, diga-se), com o número e nome do grande ídolo dele e coloquei com o tênis que ele queria, numa cesta linda. Entramos no carro. Ele inventou uma briga, que depois soube ser uma desculpa para me fazer abrir o porta-luvas e ver o meu presente. Com raiva da briga, achei a surpresa: um PAR de convites pra um show que, ele sabia, eu conseguiria de graça. “Meu presente é um PAR?”, perguntei, respirando fundo. "É, pra você me levar junto". Obviamente, a noite conseguiu superar o pior dia dos namorados que eu já tinha tido na vida, quando um bruto TERMINOU comigo, enquanto recebia o meu presente. Olha, se esses não são motivos perfeitos pra achar que ÓTIMO ser solteira, tenho medo de descobrir quais seriam...


Depois de ler tal relato, fiquei na dúvida: você REALMENTE foi para o sítio? Porque se foi, amiga empresária, vou mandar fazer uma estátua sua nesse mesmo sítio!

17 comentários:

Nina Lessa disse...

Sim, Narinha, eu fui pro sítio. Claro, brigamos até chegar lá, eu chorei durante uma DR imensa e ainda tive crise alérgica de madrugada, enquanto o bruto roncava ao meu lado, no chão da sala, ao lado de toda a galera.

Sobre a estátua, faz favor de mandar fazer mais magra, e mais peituda também. Eu mereço.

Beijos!

Rossana disse...

Tbém achei a história confusa...:(

Nina Lessa disse...

Rossana, querida, sim, MUITO CONFUSA. Segue acima o desfecho. :)

Anônimo disse...

Mas, assim, só não entendi uma coisa: ele TREMINOU com vc no sítio? No dia dos namorados? No meio dos amigos? Como assim Bial?

Anônimo disse...

Não entendi nada!!!

ei_vem_k disse...

Eu CLARO rasgaria o "meu" presente , faria algo do tipo com a camisa do Flamengo ( que eu tbm odeio) e trocaria o tênis por um pra mim !!! MAS JAMAIS DEIXARIA ELE FICAR COM O PRESENTE !!! e Ainda iria ao show DE GRAÇA e sem ele !

Jéssica Lorena disse...

Nina, entendo sua revolta, fiquei com trauma de dia dos namorados desde que ganhei um porta-retrato ridículo com uma foto q nem era nossa, após lhe entregar um belo presente.
:p

Nina Lessa disse...

Vamos lá, que eu tive que resumir pra caber em 15 linhas: não, ele não terminou comigo no sítio. Esse episódio do término foi antes, com outro palhaço. O que mencionei foi que este último, do episódio do sítio, conseguiu superar o anterior. Quis dizer que foi pior passar o dia dos namorados num perrengue e ganhar aqueles convites do que terem TERMINADO comigo no Dia dos Namorados.

Deu pra entender agora?? :)

Anônimo disse...

Vai escrever mal assim na PQP.

Nina Lessa disse...

É, Jéssica, situações tensas...

Anônimo, um beijo em sua alma! :)

Camila disse...

Galera e so vcs lerem com atencao, porque esta tudo bem explicado (fora a parte do sitio, mas que ela ja explicou aqui nos comentarios)
Beijos

Luisa Maria disse...

Aff Nina! Merece uma estátua mesmo, por aturar tanto tempo...rs. Fiquei horrorizada com a história, que é isso, meu Deus? Achava que escrotisse e filhadaputagem tinha limite, mas me enganei. Se o critério pra levar o livro fôr o nível de palhaçada do bruto, vc já ganhou.

Eu ia dizer "fosse eu, não dava/rasgava a camisa blablabla", mas né? Na hora, a gente tenta pôr panos quentes, dar uma chance, é uma merda mesmo. Mas certeza que iria no tal evento sem esse palerma.

Bjs, florzinha. A história ficou confusa, mas deu pra entender (hahah!).

Anônimo disse...

Escreve mal tem que ser xoxada.

Letícia disse...

Dá para entender perfeitamente, quem não entendeu deve ter problemas de transmissão entre os neurônios TICO e TECO, na real.

Edlamir - S2 crochê disse...

Dá para entender perfeitamente, quem não entendeu deve ter problemas de transmissão entre os neurônios TICO e TECO, na real.
[2]

Flávia disse...

Gente, simples....

Quem não entendeu só pode ser palhaço!!!

Hahahahaa =P

Eliane disse...

Ain, gente, fala sério.
Que tal colocar o nome quando fala mal de alguém?
Eu hein...

Amei a história, no que diz respeito ao post, pq amiga... essa sua sorte não desejo pra ninguém!!